Utilização de Algoritmos de Teoria dos Jogos no auxílio da Segurança Pública

A ação conjunta entre algoritmos e inteligência artificial permitiu a criação de uma tecnologia voltada para o auxílio da segurança pública no Japão. A Fujitsu em conjunto com a Universidade de Eletro-Comunicações (UEC) desenvolveram um algoritmo que utiliza a teoria dos jogos para criar um modelo de inteligência artificial que minimize problemas relacionados à malha viária em regiões metropolitanas, iniciando por Tóquio. A ideia consiste em ajudar na resolução de problemas de segurança pública, recorrentes em grandes cidades. Um exemplo de aplicação é facilitar a identificação dos melhores pontos de acessos para interceptar criminosos em fuga.

O objetivo no desenvolvimento do algoritmo é trabalhar em uma solução para a segurança pública com base na quantidade significativa de opções de vias (nós) que o praticante de um ato criminoso possui para percorrer o trajeto em direção ao seu alvo ou mesmo quando está em fuga. A problemática que motivou a concepção da ideia está no fato de o número de caminhos até o alvo de seu ataque crescer exponencialmente em resposta à escala da malha viária. Isto evidenciou a incapacidade de o modelo convencional resolver problemas com um grande número de nós, representando a rede viária de uma cidade, em um tempo de processamento realista o suficiente para possibilitar ação imediata.

O algoritmo desenvolvido tem como premissa inserir pontos de verificação com base nos nós com maior probabilidade de sofrer atividade criminosa para, em seguida, calcular a densidade desses pontos de verificação com base em uma área definida. Após esse cálculo, concentra-se nos nós que possuem valores de riscos acima do que fora calculado, classificando-os como zonas de risco/atenção. Esse processo é repetido até que o cálculo passa a ser realizado com maior eficiência e acurácia. Em uma simulação usando uma rede com de 30.000 vias, a tecnologia foi capaz de confirmar que este algoritmo encontrou a solução ideal para mais de 99% dos cenários.

No cenário atual, desconsiderando a nova tecnologia, estima-se que o tempo estimado para formular uma estratégia de segurança considerando o conjunto de cruzamentos espalhados pelos bairros de Tóquio seja de vários dias de planejamento. Com a tecnologia, esse processo ocorre em cinco minutos. Em média, este algoritmo é capaz de ser 20 vezes mais rápido em situações com 100 opções de vias ao longo do trajeto, e 500 vezes mais rápido em situações com mais de 200 opções de vias. A Fujitsu pretende comercializar a tecnologia a partir de 2017.

Fonte:

http://phys.org/news/2016-05-fujitsu-ai-technology-quickly-urban.html

#inteligênciaartificial #segurançapública

Categorias
Posts recentes
Arquivo
 
Telefone: (11) 3032 - 6742      contato@genoads.com.br      Rua Álvaro Anes, 46, Pinheiros, São Paulo - SP